Você deve concordar comigo:

Escolher um dólmã não é uma tarefa fácil.

Apesar de estar na moda, o  dólmã ainda é uma peça que desperta muitas dúvidas: tanto sobre sua importância  como sobre as formas de usar.

Isso ocorre porque ele não é uma vestimenta comum, que compramos ou usamos todos os dias. 

Mas fique tranquilo, neste artigo nós vamos dividir com vocês as melhores dicas  para escolher, usar e cuidar bem  do seu dólmã.

 

O que você vai ver:

  • O que é o dólmã
  • Quais os motivos para um profissional usar o dólmã
  • Quais são os modelos, tecidos e cores
  • Bandeiras e Bordados
  • O que pensam os especialistas





 O que é o dólmã?

 

Sim! O dólmã, pois é um substantivo masculino. Mas na linguagem do dia a dia nós acabamos chamando-o de a dólmã.

É uma roupa com origem nos uniformes militares surgida na França. 

Ela possui o corte de um casaco com botões laterais.

 

Ele foi usado no início por monges e levada aos grandes castelos pelos Reis, mas foi a partir do século XVII que se tornou peça obrigatória nas cozinhas profissionais da França e Itália.

 

 

Motivos para usar o dólmã:

O dólmã é uma peça básica para os cursos de gastronomia, para o uso em cozinhas profissionais e até mesmo nos momentos de lazer em casa.

 E há motivos de sobra para isso:

  • Segurança: Protege de queimaduras causadas por chama ou líquidos e vapores quentes.
  • Proteção contra o calor: o tecido de algodão protege do calor e permite a troca térmica.
  • Praticidade: É uma peça versátil, de fácil conservação. Pode ser lavada na máquina e é fácil de secar.
  • Elegante: Vamos falar a verdade: um chefe ou cozinheiro com um dólmã é muito mais charmoso. A apresentação do chefe faz parte da preparação da comida.

 

 

 

 

Modelos:

 

Escolher o modelo certo de dólmã é fundamental.  E acredite: Todos os itens de segurança são essenciais e possuem uma razão para usarmos


Tradicional

O tradicional dólmã branco com botões.

Estes botões podem ser da mesma cor que o dólmã ou podem ter cores diferentes que contrastam e dão vida à peça.

Ele geralmente é reversível, ou seja, pode ser abotoado dos dois lados. Isto ajuda muito caso você se suje durante o preparo do prato. Se acontecer, é só abotoar o lado limpo na frente.

Por ter duas camadas de tecido no peito ele protege ainda mais dos respingos de líquidos quentes.

 

 

 

Botão de pressão:

São modernos e seguros. Em caso de emergência, em um acidente com líquidos quente ou até mesmo com chama, podem ser rapidamente retirados.

Botão de pressão coberto:

É chamado também de vista coberta.  Esse modelo possui a segurança do botão de pressão, podendo ser retirado rapidamente se necessário, Além de ser muito elegante.

Mangas longas:

São as mais indicadas pois protegem todo o braço durante o preparo do alimento, principalmente contra respingo de óleo durante as frituras.

 

Mangas ¾:

São ideais para quem faz manipulação de massas. Por serem mais curtas, não sujam tanto.

Mangas curtas:

Você pode usá-las durante o atendimento aos clientes, ou preparo de alimentos longe do fogão.

Colarinho:

Deve ser alto para proteger o pescoço de respingos e vapores quentes.

 

Bolsos funcionais:  

Alguns dólmãs contam com bolsos no peito e/ou no braço para manter sua caneta de anotação ou colher de prova sempre à mão.

 

Modelos femininos:

Os cortes mais acinturados tornam a peça com um toque maior de feminilidade e delicadeza. E elas podem dispor de pequenos cintos com laços nas costas.

 

 

Tecidos


Você precisa ter muita atenção na hora de escolher o tecido do seu dólmã.

Sabe por que?

Porque ele vai garantir a sua segurança.

Algodão: É o mais indicado, pois possui fibras que deixam a peça leve e confortável. É seguro e indicado para profissionais os quais trabalham diretamente com fogo ou materiais inflamáveis.

Sintéticos: Alguns tecidos como Oxford ou Gabardine não devem ser utilizados para a confecção de dólmã para os profissionais que frequentam a cozinha. Pois eles propagam o fogo e o calor de maneira rápida e podem causar graves queimaduras.



Cores

 

Branca:  É a cor mais usada, pois facilita a visualização e fiscalização da higiene de todos no ambiente de trabalho. Geralmente é exigida em cursos de gastronomia.

Muitos profissionais optam pelo dólmã branco com detalhes coloridos, assim eles mantém a aparência de limpeza e higiene mas também dão alegria e originalidade ao vestir.

Preta: É uma peça elegante que vem ganhando adeptos todos os dias.  Muito prática pois não mancha com facilidade. Faz o estilo “chefs in black”.

Coloridas: Hoje temos uma oferta grande de dólmãs coloridos que alegram e enfeitam o ambiente de trabalho.

 

Bandeiras:

As bandeiras usadas nos dólmãs, tanto no colarinho como no peito se referem às culinárias que o cozinheiro domina.

Se o cozinheiro tem experiência em uma culinária de um determinado país, ele geralmente usa a bandeira que o representa com muito orgulho.

 

É Preciso bordar o dólmã?

Não é obrigatório, mas o nome bordado  no peito personaliza e individualiza seu uniforme.

Bordar o logo da sua empresa ou instituição de ensino demonstra o orgulho e comprometimento.

 

 

Atenção: Antes de escolher o seu bordado verifique se o curso ou local de trabalho já possuem alguma regulamentação a respeito.

 

 

O que pensam os especialistas:

 

 

Preparamos uma seção com opinião e dicas de especialistas sobre o uso do dólmã.

São profissionais de diversos lugares e culturas que compartilharam conosco conselhos e boas experiências que vão nos ajudar e inspirar na hora de escolher, comprar e usar nosso dólmã.

Confira:
Paulinho Pecora

Rafael Ferro

Alex Sander Lopes

Guilherme Grijó

Giovanna

Willian Otaviano

dólmã

Gostou do texto?

Na sua opinião qual a importância do uso  do Dólmã?